Curta a nossa página
 
22/10/2018 às 08h24 O âncora Você está aqui: Home / Brasil Imprimir postagem

Manifestantes "burros"confundem iluminação do Outubro Rosa com 'comunismo'. Veja!

Um vídeo começou a circular nas redes sociais na sexta-feira (19) que mostra um grupo de apoiadores do candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) invadindo uma reunião da CNBB (Confederação Nacional dos Bispos do Brasil), acusando a Igreja Católica de ser comunista, além de ameaçar os padres que estavam presentes. 

"Nós estamos na luta contra o comunismo. Nós vamos obedecer o clero, nós estamos aqui para dar a vida pela Igreja, pelo clero.", gritou um dos invasores.

"A maior forma de misericórdia, é salvar esse país do comunismo. Estamos cansados de ser massacrados. A igreja tem que se posicionar e defender esse país", disse outra manifestante, aos berros.

Veja:  

https://www.facebook.com/Brasil247/videos/2180428738893502/

Em outro vídeo divulgado na internet, o mesmo grupo aparece protestando em frente à Catedral de Brasília. Eles aparecem inconformados com a cor das luzes que iluminavam o prédio: o local alerta para o Outubro Rosa, que conscientiza sobre o câncer de mama.

O grupo estava com bandeiras, megafones e uma faixa que estava escrito: 'Fora Comunismo'.

"Está merda vermelha não nos representa", grita um dos manifestante, pedindo para que mude para as cores verdes e amarelos. "Esse país é verde e amarelo. Não queremos o comunismo. País livre.", gritou outro manifestante. 

 

Jéferfon Menezes@JefinhoMenes

Minha parte favorita do video dos bolsominions que invadiram a CNBB é quando eles reclamam que a Catedral estava vermelha e que isso era exemplo que eles apoiam o comunismo, quando na verdade a Catedral estava rosa por causa do Outubro Rosa.

13:43 - 19 de out de 2018

Informações e privacidade no Twitter Ads

 

(DOL)


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.