Curta a nossa página
Boa tarde!  Teresina, 24 de maio de 2019
 
14/05/2019 às 22h29 O âncora Você está aqui: Home / Geral Imprimir postagem

Adolescente vai parar na UTI e vomita sangue após tentar novo desafio da internet

Baleia Azul, boneca Momo, inalação de desodorantes: esses foram alguns dos desafios das redes sociais que preocuparam pais, responsáveis e mesmo as autoridades nos últimos tempos. Agora, um novo desafio da internet - que parece uma manobra circense - acabou em tragédia em uma escola pública estadual em Olinda.

Uma estudante, 15 anos, resolveu reproduzir o movimento da internet com alguns amigos, caiu e teve traumatismo craniano encefálico. O acidente ocorreu no último dia 2 de maio, por volta das 13h.

A mãe da estudante uma corretora de imóveis, contou que recebeu uma ligação da vice-diretora da escola da filha, avisando que a garota havia caído e batido com cabeça no chão.

Chegando ao hospital, a mãe encontrou a filha na sala de recepção. A garota estava desorientada, enraivecida, dizendo palavrões, gritando com as enfermeiras, alternando consciência e inconsciência, sem fixar o olhar em ninguém. Não lembrava do próprio nome e não reconhecia a mãe nem o pai.

De repente, a menina começou a vomitar sangue e a sentir fortes dores de cabeça, que não cediam à utilização dos remédios. Ficou internada dois dias na UTI e outros em quarto privado.

Os médicos descobriram que ela sofreu um traumatismo craniano encefálico, pequenos sangramentos, fraturas internas no ouvido e próximas à mandíbula.

“Acredito que Deus salvou minha filha, pois a vi praticamente morta em cima da cama. Ela não se mexia, só fechava os olhos e respirava. Agora ela está melhor, mas ainda não sei se este episódio terá sequelas”, afirmou a mãe, que prefere não se identificar, em entrevista ao portal Correio Braziliense.

A garota afirma ainda não lembra do que aconteceu durante e após a queda. Segundo testemunhas, um dos amigos que a cercava perdeu o controle, não conseguiu sustentá-la e ela, aparentemente, foi arremessada, batendo com a cabeça no chão e convulsionando.

O garoto que socorreu a adolescente foi o mesmo que a levou à coordenação. “Não quero identificar em qual escola isso aconteceu, ainda, mas acredito que uma das falhas da instituição foi não ter alguém inspecionando o local, até para impedir um socorro inadequado. No desespero de ajudá-la, o garoto a retirou do chão, o que poderia ter ocasionado um problema maior, caso ela tivesse tido lesões na coluna”, completou a mãe da estudante.

 

Ao sair do hospital, a adolescente relatou ainda sentir fortes dores de cabeça em alguns momentos e o ouvido “entupido” em consequência da “brincadeira”. Ela tem um hematoma do lado posterior direito da cabeça, onde houve a batida no chão, vai passar por novos exames e terá atendimento psicológico.

Desafio preocupante

Na novo desafio das redes sociais, uma espécie de “cama de gato”, uma pessoa fica no meio enquanto as outras a rodeiam. Estas, de mãos dadas, seguram a região abaixo dos quadris e o tórax da que está no centro e a giram.

A mãe da garota conta que, ao conversar com funcionários da escola da filha, descobriu que a prática do desafio da internet era constante na unidade de ensino.

“Eu nunca imaginaria que minha filha poderia fazer algo assim. Ela dizia que era babaca quem fazia estes tipos de desafio e olha o que aconteceu com ela”, afirmou a mãe da garota.

Preocupada com a possível repetição do caso da filha com outros estudantes, a mãe pede que os pais fiquem atentos aos filhos.

“Sinto que falhei porque vivo em uma adrenalina constante, no meu trabalho, mas acho muito importante que os pais acompanhem tudo o que seus filhos fazem, que compareçam à escola e monitorem o que eles veem na internet”, conclui a responsável.

(Com informações do Correio Braziliense)

 


  Tags:

sem tags

Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.